O que podemos aprender com a nova identidade visual da AdeS?

27 Julho 2018

A dois anos atrás, a Coca-Cola  comprou a AdeS na América Latina, e só agora está movimentando-se para lançar uma nova fórmula, identidade visual e produtos que vão além da soja.

“AdeS já é uma marca conhecida e amada pelos brasileiros. Com a aquisição pela Coca-Cola Brasil, temos a ambição de democratizar o acesso às bebidas vegetais no país”, explica Pedro Massa, diretor de Novos Negócios da Coca-Cola Brasil. “Com a distribuição do Sistema Coca-Cola, já dobramos disponibilidade de AdeS em alguns canais de distribuição”, completa.

A nova identidade foi desenvolvida pela agência Geometry Global, criando uma novo logotipo, mas mantendo alguns códigos, como a cor verde, deixando a principal mudança para o rótulo, onde foi posto mais destaque aos ingredientes, para que as pessoas tenham mais clareza sobre o conteúdo do produto. Contando com um design mais leve, as novas embalagens, têm um tom de branco, o logotipo saiu do centro para a lateral esquerda e a representação gráfica do sabor foi reposicionado para a parte superior da embalagem,  a tipografia foi alterada e todas as escritas estão em caixa alta.

“A ideia era modernizar o visual, sair de uma visão apenas de soja para uma marca com múltiplos ingredientes. AdeS, que sempre significou Alimento de Soja, agora passa a ser Alimento de Semente, e vamos oferecer cada vez mais opções nesse caminho,” ressalta Pedro Massa, diretor de novos negócios da Coca-Cola no Brasil.

O objetivo de toda esta mudança é ampliar suas possibilidades de estar presente na mesa dos brasileiros, com foco no público que, por opção ou intolerância, busca alternativas ao leite de vaca.

“O mercado de bebidas vegetais vai crescer 100% ao ano nos próximos seis anos. É muito promissor”, afirma Pedro Massa, diretor de novos negócios da Coca-Cola no Brasil.

Segundo dados da Euromonitor, o setor cresceu 31,7% no Brasil, em 2017. O número, no entanto, não inclui as bebidas de soja, que tiveram queda de 8% no mesmo período. Segundo Massa, a expectativa da companhia é de que, nos próximos anos, metade do crescimento da AdeS venha das bebidas de soja, e metade venha de produtos feitos com outras sementes.

Outro número que vem crescendo é o de vegetarianos. No Brasil, 14% da população declara não comer carnes – percentual 75% maior do que em 2012.

Com isso, a Ades também está se adaptando para atender melhor a este público e aos veganos, que não ingerem nada de origem animal. A vitamina D das bebidas de soja da marca, por exemplo, agora vem de fontes vegetais. Já os novos produtos já nascem veganos.

Os transgênicos também ficam de fora da nova fase da Ades: um selo na embalagem deixa claro que a soja das bebidas não é transgênica. Além disso, toda a cadeia produtiva foi certificada para garantir a sustentabilidade do produto.

Então, o que aprendemos com tudo isso?

O primeiro aspecto aqui é ficar de olho no mercado, claro que estamos falando da Coca-Cola, uma empresa global que investe muito dinheiro, mas é preciso aplicar este conhecimento em nosso mercado com o recurso que temos. Dito isso, podemos observar que todos os aspectos visuais da nova identidade foram montados para transmitir uma mensagem de reposicionamento em um nicho claro: bebidas vegetais, é com o foco no público-alvo que podemos construir uma comunicação visual assertiva.

Mais uma vez, podemos observar que a comunicação clara, limpa e focada na experiência do usuário é a solução para entregar mais valor no mercado e se destacar da concorrência.

Como está a sua identidade visual? Você está cuidando bem da percepção do seu público? Deixe aqui seu comentário.

 


© 2016 / 2021 Trabuco  |  Todos os direitos reservados

© 2016 / 2021 Trabuco  |  Todos os direitos reservados

+55 73 99152-6363
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

+55 73 99152-6363
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.